Primeiro dia de olho na cabeça do brasileiro.

Há dois anos atrás, se não me engano, comprei o livro “A Cabeça do Eleitor” no aeroporto. Sempre me interessei por política, já havia lido alguns livros sobre marketing político, mas fui tocado pela clareza da explicação de como as pessoas decidem em quem votarão. Claro, direto e baseado em diversos fatos o livro me apresentou seu autor, Alberto Carlos Almeida. Seu livro anterior, “A Cabeça do Brasileiro”, se trata de uma ampla pesquisa sobre aos valores fundamentais do brasileiro, fez grande sucesso e o tornou uma pessoa publicável chegando ao lançamento do livro que li.

Na semana passada, visitando o site da casa do saber, vi a oportunidade de  estar em sala da “aula” com ele, e acabei por me inscrever para participar de quatro encontros onde ele falaria principalmente sobre sua primeira obra. Coincidentemente, ele foi matéria na veja com o seu novo livro, que trata da questão tributária brasileira e da morosidade dos nossos políticos em enfrentá-la, mesmo sabendo quem apresentar vontade de solucionar tal problema terá grandes vantagens eleitorais. Acabou ficando ainda mais claro que eu deveria ver o que ele teria para falar em um ambiente de troca.

Acabei de chegar do primeiro encontro, o papo foi em grande papo informal, aberto e baseado nos fatos. Na sala tinha gente de todo tipo, diferentes formações e idades, mas de maneira geral, inteligente e inquisitiva.

No geral, o que foi dito:

  • Mencionando o livro “O Andar do Bebado”, Alberto disse que o seu livro também foi fruto de alguns acasos. Ele era mais um professor universitário que queria complementar sua renda e passou a vender seu conhecimento realizando pesquisas de opinião para diferentes fins. Acabou apresentando um projeto de pesquisa para a Fundação Ford, que aceitou financiar impondo algumas restrições metodológicas. Seu colega na empreitada seria o responsável pela coordenação do primeiro ano do estudo e ele seria do segundo, mas querendo terminar o doutorado o parceiro acabou abandonando o projeto nas mãos do Alberto.
  • Alberto havia estuda Roberto da Mata na faculdade de ciências sociais, e sempre teve vontade de testar quantitativamente os temas abordados pelo antropólogo. Assim nasceu a pesquisa que culminou no livro.
  • Contou que com o resultado na mão, ele começou a escrever um artigo a cada dois meses para a revista de uma empresa de assessoria de imprensa, e no final, reuniu os artigos e apresentou para a editora que acabou por dar o nome do livro.
  • Seu estudo busca iluminar os valores enraizados no povo brasileiro, e o faz através de uma pesquisa criteriosa desde a montagem da amostra, de forma probabilística, até o pré-teste e aplicação do questionário. Foi aqui que fica claro que devemos nos ater aos fatos, já que algumas conclusões chegadas batem de frente com o senso comum e alguns sentimentos consolidados. Indo direto para o tema central do livro….quanto menor a escolaridade de um grupo, mais ele está ligado a valores atrasados, como paternalismo, fatalismo, familismo e violência.
  • Os resultados mostram numericamente que a escolaridade é o pano de fundo para a manutenção dos valores enraizados no brasileiro, como: você sabe com quem está falando – desigualdade, fatalismo, familismo, punições ou a falta delas, preconceito e sexualidade.

Alguns resultados foram apresentados, mas ficou claro que na segunda que vem veremos muito mais coisa do livro, pois levamos quase uma hora nas apresentações e na história de como o autor chegou na publicação do livro.

Anúncios
Esse post foi publicado em Aulas e Palestras e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s